Londrinando - Mostrando o que Londrina e o Mundo têm de melhor.

Postos Ipiranga

Doulas como agentes de humanização do processo parturitivo

30.03.2017 / POR Londrinando

Doulas como agentes de humanização do processo parturitivo

Você sabia que no Brasil a taxa de cesarianas na rede privada de saúde é de quase 90%?
É a maior taxa do mundo em um cenário onde a OMS recomenda uma taxa de 15%. Acima ou baixo disso, mães e bebês correm riscos enormes.

Entretanto, o cenário obstétrico do Brasil é marcado por uma dicotomia:  altas taxas de cesariana na rede privadas x uma enorme quantidade de partos vaginais violentos na rede pública. No intuito de resolver essa questão é que nasce o parto humanizado (década 80).

Mas o que é o Parto Humanizado? Resumidamente, o parto humanizado significa deixar a natureza fazer o seu trabalho, realizar um mínimo de intervenções médicas e apenas as autorizadas pela gestante – sempre levando em consideração a segurança e saúde dela e do bebê. Para isso acontecer, é preciso que ambos estejam bem e saudáveis, sem nada que exija cuidados extras. Independente de onde ocorra, na cama, na água, em casa, no hospital. Em um parto humanizado, a ação é toda da mulher que segue o processo fisiológico do parto.
A presença de um médico é extremamente necessária, porém o mesmo só interfere se ocorrer algum problema.

Nesse contexto, surgem as Doulas como agentes de humanização do processo parturitivo. Mais especificamente, doulas é o nome dado à profissional não-médica que acompanha as mães durante a gestação e o parto. Durante o trabalho de parto auxiliam com apoio emocional e físico, através de métodos não farmacológicos para alivio da dor, como técnicas de respiração e distração, acupressão, acupuntura, massagem, cromoterapia, aromaterapia, uso da água quente (bolsas térmicas, banheira e chuveiro).


Qual a atuação da Doula?

A doula atua em três fases distintas:

  • Pré parto – com informações
  • Parto – com apoio emocional e físico
  • Pós parto – Auxilio no puerpério e amamentação

A Doula deve ter formação na área da saúde?

Não! A doula não faz toque, não vê sinais vitais, não faz nenhum trabalho técnico no parto. Ela se soma à equipe técnica – médicos e enfermeiras obstetras – para oferecer suporte e amparo durante o trabalho de parto.

As doulas são recomendadas pela OMS e pela ACOG como profissionais que tornam a experiência do parto mais positiva, com menos usos de intervenções e desfechos mais favoráveis.


Aqui em Londrina, vem crescendo e ganhando espaço uma empresa chamada de Unimaterna, iniciada por mulheres, profissionais e mães, com o desejo de colaborar com a formação, capacitação e atualização de profissionais quanto ao atendimento humanizado, cursos e consultoria, especialmente na área materno-infantil, com objetivo de promover o cuidado, o respeito a mãe e a autonomia feminina.

E nesse mês de Abril, a Unimaterna está com um curso incrível sobre formação de Doulas! E nós vamos contar um pouco mais para vocês!

CURSO DE FORMAÇÃO DE DOULAS UNIMATERNA

O curso será dividido em módulos de pré-parto, pós parto, amamentação e empreendedorismo e ética profissional.
As aulas serão ministradas por médicos, enfermeiras, nutricionistas, psicólogas, terapeutas, administradores e outras doulas.

Ao final serão habilitadas a atuar no pré parto, parto, pós parto de modo particular, em hospitais públicos ou privados.

Serviços:
Data: 28, 29 e 30/04 e 01/05 – aulas presencias (também tem aulas EAD) - 30H/A PRESENCIAIS + 30 H/A EAD
Dia 28 inicia as 16h
Todo conteúdo programático, docentes, local de realização podem ser vistos em www.unimaterna.com.br

Maiores Informações:
Telefones: (43) 99983-8988 | (43) 99995-4469
Instagram 
Facebook
Site

 

Você também pode gostar

Mais que amigos, Friends!

Mais que amigos, Friends!

18.04.2018 / POR Londrinando

Resumão da semana!

Resumão da semana!

25.05.2018 / POR Londrinando