Bem-estar

UEL Pela Vida, Contra o Coronavírus: conheça as ações de combate à pandemia da maior universidade de Londrina

por Mariana Paschoal 01.06.20

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) é motivo de orgulho por inúmeros motivos, e um deles é a atuação contra o avanço do coronavírus. A instituição está envolvida na pandemia global não só através de pesquisas internacionais de ponta, como também no atendimento da população vulnerável da região norte do Paraná.

“Essas iniciativas mostram o potencial científico da UEL e a capacidade de atuar como universidade pública, que cumpre muito mais do que o papel de formação de futuros profissionais, mas efetivamente influencia na qualidade de vida, nas decisões políticas e técnicas que ocorrem na cidade e em toda a região”. Quem afirma isso é a pró-reitora de Extensão, Cultura e Sociedade da instituição, Mara Solange Gomes Dellaroza, que também é coordenadora de um dos projetos de extensão mais importantes da Universidade durante a pandemia: o projeto “UEL Pela Vida, Contra o Coronavírus”.

Segundo a professora, a UEL se organizou como um grande centro de prestação de serviços, de informação de qualidade, e que tem apoiado efetivamente a estrutura da saúde e da assistência social da região de Londrina, mesmo com as atividades acadêmicas suspensas. É possível entender como a instituição atua nesse sentido ao conhecer as quatro principais frentes do UEL Pela Vida” e suas ações prioritárias, conforme explicado por Mara:

Disk Coronavírus e Telemedicina

Nesta frente, o projeto oferece um serviço de atendimento via telefone, que tem como objetivo orientar as pessoas sobre a Covid-19 e fazer o agendamento de consultas online, quando for necessário. O telefone do Disk Coronavírus é o 0800 400 1234 e está disponível para usuários de Londrina e região.

Quem atende as ligações são alunos bolsistas e orientadores capacitados. As orientações dadas nas ligações são em relação a medidas de prevenção; melhores condutas em caso de sintomas; qual serviço deve ser procurado e quando procurá-lo; além de atendimento a pessoas que tiveram contato com casos confirmados, ou que apresentem sintomas da doença. Nesses últimos casos, a equipe do Disk Coronavírus vai passar orientações de isolamento e, quando necessário, agendar uma consulta médica através da telemedicina das secretarias Municipal e Estadual de Saúde.

Vinculado a esta frente está o serviço de telepsicologia, no qual um grupo de bolsistas da área atende, de forma online, pessoas que tenham necessidades emocionais durante a pandemia.

Apoio a ações da 17ª Regional de Saúde

A 17ª Regional de Saúde do Paraná atende 21 municípios da região de Londrina e o projeto “UEL Pela Vida” apoia algumas ações relacionadas à pandemia do coronavírus. Esse apoio vem em forma de bolsistas realocados em vários órgãos da regional, da vigilância epidemiológica e do Hospital Universitário de Londrina (HU/UEL).

Nesses locais, os bolsistas colaboram com a notificação sistematizada de todos os casos de doenças notificáveis, especialmente da Covid-19. A UEL também tem profissionais bolsistas em atuação nos hospitais Zona Norte e Zona Sul, principalmente nas atividades de epidemiologia, notificação de doenças, ações de educação e apoio aos profissionais dos hospitais em relação ao uso de EPIs (Equipamento de Proteção Individual) e cuidados de prevenção.

Apoio a idosos em situação de vulnerabilidade

Idosos de baixa renda, que residem sozinhos e idosos que residem em instituições de longa permanência também recebem apoio do “UEL Pela Vida”. Nesta frente, os bolsistas telefonam a esses idosos que foram cadastrados pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Nas ligações, os profissionais procuram criar um vínculo e identificar problemas prioritários de saúde, além do contexto de apoio social que o idoso possui.

O objetivo é tentar manter uma proximidade com esses idosos e, na medida da necessidade deles, oferecer alimentos, materiais de limpeza e materiais específicos de proteção pessoal, como máscaras, álcool 70%, e materiais que possam ajudá-los durante a pandemia. Pequenos panfletos com sugestões de atividades físicas, orientações para limpeza de alimentos e outras compras também são distribuídos.

Divisas

Alguns bolsistas do projeto trabalham em postos da Polícia Rodoviária Estadual com o objetivo de abordar veículos e prestar orientações sobre cuidados e prevenção da Covid-19, para que as pessoas cheguem aos municípios de destino munidos de todas as informações necessárias para conter o avanço do vírus. No caso de sintomáticos, as equipes das “Divisas” ainda guiam os viajantes em relação à procura de serviços de saúde assim que chegarem à cidade para qual se encaminham.

Além das quatro frentes prioritárias, a professora Mara ainda destaca outras ações da Universidade, como a publicação semanal de boletins informativos sobre os principais artigos científicos que tratam da pandemia; grupos de apoio aos profissionais de saúde, com tratamentos para diminuir a ansiedade; e bolsistas que atuam diretamente nos abrigos e com pessoas em situação de rua. “O ‘UEL Pela Vida’ é um projeto bastante amplo e, neste sentido, a grande importância dele dentro do contexto da pandemia é o vínculo criado entre a Universidade e as políticas públicas de atendimento a pessoas vulneráveis”, afirma a professora.

Mara ainda destaca a aproximação da UEL com a sociedade através de ações efetivas de transformação, ao mesmo tempo em que colabora com a formação de todos os acadêmicos e bolsistas vinculados às ações. “Essa experiência de viver uma pandemia em contato direto com a comunidade, mostra para os futuros profissionais e profissionais bolsistas o quanto ele pode ser importante na vida de uma pessoa”, diz. 

“A UEL está mais viva do que nunca. Tão viva quanto nos momentos em que está repleta de alunos A UEL está viva e à serviço da sociedade", finaliza Mara.

Foto de capa: Agência Estadual de Notícias

Publicidade

Publicidade

Como anunciar?

Mostre sua marca ou seu negócio para Londrina e região! Saiba mais