Projetos Sociais

Conexões: coletivo promove condições básicas para famílias vulneráveis de Londrina sobreviverem à Covid-19

por Mariana Paschoal 23/06/20

A pandemia do coronavírus gerou forte crise econômica e social em todo o mundo e Londrina não ficou ilesa. Para ajudar a população vulnerável da cidade, foi criado o coletivo Conexões que tem como objetivo fortalecer famílias das favelas da cidade com alimentos, roupas e itens básicos para garantir o mínimo de qualidade de vida em momentos difíceis como o que estamos passando.

“O Conexões é a junção de ideais de vida com posicionamentos profissionais”, explica a educadora social Lua Gomes, que é a coordenadora geral da campanha de pandemia e fundadora do coletivo. “Tenho alguns projetos individuais e algumas parcerias com outras instituições e atividades sociais e a partir disso surge o interesse em ajudar a construir condições reais das pessoas sobreviverem à Covid-19”, continua.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Conexões Londrina (@conexoeslondrina) em

A grande motivação para essa ação, segundo Lua, foi o fato de que utilizar o isolamento social como a melhor estratégia de segurança e bem-estar das pessoas nem sempre vai de acordo com a realidade de muitos brasileiros. “A gente tem que se lembrar que as populações mais vulneráveis precisam de outros meios de amenizar esse impacto. Na prática, quem já é vulnerável socialmente mora em um espaço em que não existe a possibilidade de fazer isolamento social”, conta. Para exemplificar, Lua utiliza a própria realidade - ela vive em um espaço de  38m² com cinco pessoas: “se eu adoecer, vou ter que conviver com a minha família que corre o risco real de passar essa situação comigo”.

É a partir dessa interpretação que surge a necessidade de ajudar pessoas a se manterem com o mínimo de qualidade de vida. Para isso, o Conexões distribui alimentos perecíveis e não perecíveis, vegetais de uma maneira geral, medicamentos, equipamentos terapêuticos, produtos de higiene pessoal e de limpeza. “De uma maneira bem ampla, a gente tenta suprir demandas que dizem respeito à vida real das pessoas em áreas vulneráveis econômica e socialmente. É dessa visão prática da vida na favela, de dentro para fora, que surge a necessidade do trabalho que o coletivo exerce”, conta Lua.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Conexões Londrina (@conexoeslondrina) em

O atendimento do Conexões já alcançou 55 localidades de Londrina, entre bairros e microrregiões internas de bairros e conjuntos habitacionais. “Existe pobreza em muitas localidades diferentes da cidade. E uma crise sanitária de proporção mundial naturalmente tem um impacto econômico muito forte, atingindo-as com mais força”, finaliza.

Como ajudar?

Você pode colaborar com dinheiro, alimento, cobertas, roupas de frio, tijolo, cimento, telhas, itens de higiene e limpeza, fraldas, caminhão/carreta para transporte de doações. Para saber como, é só entrar em contato com o coletivo por Direct no Instagram @conexoeslondrina.

Foto de capa: @conexoeslondrina

Publicidade

Publicidade

Como anunciar?

Mostre sua marca ou seu negócio para Londrina e região! Saiba mais