Projetos Sociais

ONG que atende 90 crianças em situação de vulnerabilidade na Zona Oeste abre campanha para angariar fundos

por Mariana Paschoal 22/07/20

A ONG Casa Acolhedora, que atende 90 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social da Zona Oeste de Londrina, relançou nesta quarta-feira (21) a campanha "Apadrinhe de Coração". Devido à pandemia do coronavírus, a Casa tem enfrentado dificuldades financeiras e pede o apoio da população para continuar com o trabalho de convivência e fortalecimento de vínculos dessas crianças e suas famílias.

Para a Instituição, o custo mensal de uma criança é de R$ 450. Para ajudar no desenvolvimento social de cada uma delas, você pode contribuir mensalmente com R$ 35.

Como contribuir com a Campanha “Apadrinhe de Coração”

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Casa Acolhedora (@casa.acolhedora.londrina) em

A pessoa interessada em contribuir pode se cadastrar de duas formas: pelos telefones (43) 3327-1326 / 99991-5892, pessoalmente (Rua Olympio Theodoro, 305) e/ou no preenchimento da Ficha de Adesão Virtual através do link https://forms.gle/zciHCU1SkUm6Npqq5.

Sobre a Casa Acolhedora

A Casa Acolhedora Mãe e Senhora de Todos os Povos é uma ONG sem fins lucrativos que oferece serviço de convivência e fortalecimento de vínculos a 90 crianças e adolescentes de 6 a 13 anos em situação de risco financeiro, social e pessoal. A ONG atua desde 2007 na Zona Oeste de Londrina, no bairro Parque Universidade I. “Tendo em vista que o bairro não possui equipamentos públicos essenciais como CRAS e UBS, a Casa Acolhedora é referência no território, o que acarreta no atendimento a pessoas da comunidade em geral que buscam por informações e orientações no âmbito social”, explica Mariana Barcellos, assistente social da Casa.

Diante dessa realidade, a Casa Acolhedora desempenha um papel fundamental para a garantia e acesso aos direitos sociais, em consonância com as políticas públicas e trabalho articulado com a rede de serviços para o acompanhamento sociofamiliar. 

“Devido à situação econômica e social a qual as crianças e adolescentes atendidas vivenciam, existe uma dificuldade de socialização, de aprendizagem, baixa autoestima, violência familiar entre outros problema  que prejudicam o desenvolvimento integral deles”, conta a assistente social. “Os desafios para a construção de um futuro melhor para estas crianças e adolescentes são grandes”, continua. Mas Mariana garante que o trabalho realizado pela instituição, através de atividades socioeducativas, potencializa atitudes críticas, de autoestima, interação e trabalho em equipe. Dessa forma, as crianças e adolescentes desenvolvem suas potencialidades e apresentam um aumento no rendimento escolar e na vida como um todo.

Para que o acompanhamento das crianças e suas famílias ocorra, a Casa Acolhedora conta com profissionais da assistência social, psicologia, pedagogia,educação, além das equipes administrativa e operacional. Para a manutenção do serviço, a Casa recebe contribuição sob repasse da Prefeitura, além de doações de pessoas físicas, pessoas jurídicas, organizações religiosas, campanhas - como a “Apadrinhe de Coração” - e bazares beneficentes.

Se você deseja conhecer melhor o trabalho da ONG e ajudá-la, acesse https://casaacolhedora.org.br e https://www.instagram.com/casa.acolhedora.londrina.

Publicidade

Publicidade

Como anunciar?

Mostre sua marca ou seu negócio para Londrina e região! Saiba mais