Londrinando, mostrando o que Londrina tem de melhor!

Clube Londrinando

Cinco livros indicados pelos leitores do Londrinando para você incluir na sua listinha de leitura deste ano

06.02.2019 00:06 / POR Londrinando

Cinco livros indicados pelos leitores do Londrinando para você incluir na sua listinha de leitura deste ano

 

Recentemente, a gente fez uma enquete no nosso Instagram perguntando aos nossos seguidores quais os livros que eles indicariam a leitura... As sugestões foram muitas e nós separamos cinco títulos, de estilos diferentes, para mostrar pra vocês e estimular um 2019 de mais leitura.

Confira:

O conto de aia

O livro que inspirou a série Handmaid’s tale, que inclusive teve o teaser da terceira temporada liberado durante o Super Bowl, foi escrito pela canadense Margaret Atwood em 1985, mas se mantém mais atual do que nunca nos dias de hoje! Segundo informações da editora, a história de 'O conto da aia' se passa num futuro muito próximo e tem como cenário um estado teocrático e totalitário no qual as mulheres são as vítimas preferenciais, anuladas por uma opressão sem precedentes: “O nome dessa república é Gilead, mas já foi Estados Unidos da América. As mulheres de Gilead não têm direitos. Elas são divididas em categorias, cada qual com uma função muito específica no Estado. À pobre Offred coube a categoria de aia, o que significa pertencer ao governo e existir unicamente para procriar. Offred tem 33 anos. Antes, quando seu país ainda se chamava Estados Unidos, ela era casada e tinha uma filha. Mas o novo regime declarou adúlteros todos os segundos casamentos, assim como as uniões realizadas fora da religião oficial do Estado. Era o caso de Offred. [...] Com esta história, Margaret Atwood leva o leitor a refletir sobre liberdade, direitos civis, poder, a fragilidade do mundo tal qual o conhecemos, o futuro e, principalmente, o presente”.

O morro dos ventos uivantes

Um clássico da literatura inglesa, O morro dos ventos uivantes foi escrito por Emily Brontë em 1847! Então prepare-se para fortes emoções à lá século 19, mas com os toques de uma autora mulher, o que ainda não era algo muito comum na época: “Uma narrativa poderosa e tragicamente bela de um amor proibido. Essa é uma história de amor e obsessão. E de purgação, crueza, devastação. No centro dos acontecimentos estão a voluntariosa e irascível Catherine Earnshaw e seu irmão adotivo Heathcliff. Rude nos modos e afetos, humilhado e rejeitado, ele aprende a odiar; mas com Catherine desenvolve uma relação de simbiose, paixão e também perversidade. Nada destruirá a essência desse laço - mas quando ela se casa com outro homem, por convenções sociais, as consequências são irreparáveis para todos em volta”, dizem as informações da editora.

Outros jeitos de usar a boca

O único exemplar de poesia da nossa lista é da escritora indiana, radicada no Canadá, Rupi Kaur. A jovem faz sucesso no Instagram com seus poemas, que são super repostados, e esse é o seu primeiro livro, publicado em 2014, que vendeu mais de 1 milhão de exemplares e virou febre nos Estados Unidos. De acordo com a editora responsável pelo título no Brasil, “Outros jeitos de usar a boca é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles”.

Os sofrimentos do jovem Werther

É história de amor inalcançável e muito drama que você quer? Então pronto! Escrito pelo escritor alemão Goethe em 1774, o clássico do jovem Werther tornou-se uma febre na época – há inclusive o curioso e triste fato de que o livro teria causado uma onda de suicídios quando foi publicado, tamanho o sofrimento de suas páginas... Em formado de cartas, temos contato com o amor impossível de Werther por Charlotte, uma mulher que já tem casamento prometido a outro homem, e todas as angústias que advém desse sentimento.

 

O Circo Mecânico Tresaulti

Para quem gosta de uma pegada mais fantástica, esse livro é uma ótima pedida. Escrito pela americana Genevieve Valentine, o título tem pecada de ficção científica e nos insere em um outro universo: “Num mundo pós-apocalíptico, onde as pessoas não tem mais acesso à tecnologias de ponta, uma caravana leva esperança por onde passa. Os artistas são sobreviventes de guerra, que tiveram seus corpos mutilados reconstruídos com complexas estruturas mecânicas”, diz a sinopse disponibilizada pela editora. O New York times também elogiou a publicação: “A autora Genevieve Valentine consegue transmitir a riqueza da vida e dos sentimentos de cada artista combinada com sua escrita impressionante”. 

 

E aí, comenta lá na nossa última foto, qual foi o último livro que você leu?