Londrinando, mostrando o que Londrina tem de melhor!

Clube Londrinando

"Cidadania: por equidade de direitos e diversidade” será o tema da 3ª Parada Cultural LGBTQI+ de Londrina

27.06.2019 16:39 / POR Mariana Paschoal

"Cidadania: por equidade de direitos e diversidade” será o tema da 3ª Parada Cultural LGBTQI+ de Londrina

"Cidadania: por equidade de direitos e diversidade”. Esse será o tema da terceira Parada Cultural LGBTQI+ de Londrina, programada para o dia 13 de outubro. Antes de continuar o texto, vale a pena destacar o que essa sigla significa: Lésbicas, Gays, Bissexuais, Pessoas Transgêneros, Travestis, Intersexuais e demais diversidades e identidades.

A Parada é uma iniciativa do Movimento Construção que nasceu com o objetivo de promover eventos e debates que impactassem as vidas de pessoas LGBTQI+ da região. “Realizar a Parada na nossa cidade é um convite a olhar para a nossa comunidade. A discussão que trazemos com um evento desse porte é que nós somos cidadãos e precisamos ser atendidos nas nossas necessidades e conforme as nossas individualidades”, relata Jodair Moreno Pereira, secretário do Movimento.

O Brasil está em primeiro lugar no ranking de assassinatos de transexuais segundo pesquisa de 2018 da ONG Transgender Europe. Quando se trata de toda a comunidade LGBTQI+, nosso país também se encontra nos primeiros lugares. “O avanço na conquista dos nossos direitos é lento e ainda não nos asseguram de forma plena. Precisamos que a sociedade nos enxergue e nos reconheça enquanto cidadãos, que para além dos deveres que cumprimos como todos os outros, temos o direito de viver com dignidade a nossa existência’, continua Pereira.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Parada LGBTI+ de Londrina (@parada.lgbt.londrina) em

Sobre o Movimento Construção e sua trajetória

O Movimento é resultado de um debate sobre como realizar ações que pudessem impactar a vida das pessoas LGBTQIs da região. No início, sete jovens formaram o grupo com a ideia de promover a primeira Parada LGBTQI+ da cidade. O evento saiu do papel nos dias 2 e 3 de setembro de 2017 com a presença de cinco mil pessoas na rua sob a temática "LGBTfobia: que o nosso amor seja maior que teu medo de amar".

Ao mesmo tempo em que o evento era planejado, o Coletivo também se preocupou com ações que transcendessem a manifestação. Então, foi promovido também uma mesa de discussões compostas por advogados, trabalhadores da saúde, uma mulher trans e oficinas ligadas à moda como customização de camisetas, maquiagem, além da participação e colaboração da Regional da Saúde, que oferece um dia de testes de hepatites, HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Parada LGBTI+ de Londrina (@parada.lgbt.londrina) em

Com o sucesso do primeiro evento conduzido pelo Coletivo, o grupo decidiu intensificar as ações para o ano seguinte, principalmente pela transversalização pelas questões de raça e classe. Em 2018, o Movimento Construção então promove a segunda Parada com o tema "Temos Família e Seremos Família". Dessa vez, nove mil pessoas foram às ruas. Na segunda edição, ao invés de somente um dia de reflexões, foi possível programar uma semana inteira (anterior à parada) de mesas e discussões sobre preconceito, saúde, educação, identidade, política e direitos. Para além, também foi realizado o primeiro casamento coletivo homoafetivo de Londrina, ocasião em que oito casais homossexuais da cidade e região oficializaram suas uniões.

Como citado no início, para este ano, o tema será “Cidadania: por equidade de direitos e respeito e diversidade”. O lançamento oficial do evento será nesta sexta-feira (28), dia em que se comemora o Dia Internacional do Orgulho LGBT, e para angariar fundos e ajudar na realização dessa, que será a terceira Parada Cultural LGBTQI+ de Londrina, o Movimento Construção abriu uma Vaquinha para quem quer contribuir com um evento tão importante como esse. Para participar da iniciativa, clique aqui

“É importante ressaltar que apesar de ser uma celebração, a parada LGBTQI+ de Londrina prima por ser também um espaço de formação e conscientização a respeito dos Direitos Humanos, com espaços de debates sobre saúde, qualidade de vida, educação, direitos e deveres da população LGBTQI+, recorte étnico racial, machismo, recorte de classe e cultura”, explica Pereira.

Para conhecer mais sobre o trabalho do Movimento, acesse o Facebook, Instagram e site.

Foto: Lírica Aragão

Você também pode gostar

5 youtubers negros para você seguir

5 youtubers negros para você seguir

20/11/2018 00:00 / POR Londrinando

1ª Mostra de Mulheres Artistas

1ª Mostra de Mulheres Artistas

03/05/2018 00:00 / POR Londrinando