Londrinando, mostrando o que Londrina tem de melhor!

O que a universidade tem de bom: TV Cultural e Educativa da UEL completa 10 anos

19.11.2019 17:48 / POR Mariana Paschoal

O que a universidade tem de bom: TV Cultural e Educativa da UEL completa 10 anos

Com uma área territorial de mais de dois milhões de metros quadrados, mais de 4 mil servidores, mais de 19 mil estudantes ativos divididos entre 51 cursos de graduação e 216 de pós-graduação, não é de se espantar que ainda existem pessoas que não conhecem a totalidade dos serviços e atividades desenvolvidas pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). E é para que essas atividades sejam cada vez mais difundidas à população que pode se beneficiar delas que a Televisão Cultural e Educativa da UEL, ou simplesmente TV UEL, trabalha.

A implantação oficial da TV aconteceu em 14 de dezembro de 2009, ou seja, há quase dez anos. O atual diretor dela, que é uma retransmissora de TV Educativa, Célio Costa, faz parte da equipe desde essa época. “O marco de dez anos é muito significativo. Nessa década, já divulgamos muita coisa que a UEL fez e faz e isso acarreta o maior conhecimento e valorização de uma instituição muito importante para Londrina. Não dá para pensar Londrina sem a UEL”, afirma o diretor. E difundir o que é produzido dentro da Universidade é um dos principais objetivos da TV UEL, afinal, “muitas das coisas que são projetadas dentro dela são para o desenvolvido de toda uma cidade e até de todo um estado”, continua.

E como a TV UEL atinge esse objetivo?

Costa nos explicou que, nesses dez anos, a TV já passou por diferentes fases em relação ao conteúdo divulgado por ela. “No início, como ainda estávamos implantando a nossa programação, fazíamos de tudo: reportagens policiais, política, coisas da Universidade.. Não tinha nada definido e era bem misturado”, relembra. Com o tempo, o trabalho foi também amadurecido. Em uma “segunda fase”, a TV passou a concentrar o conteúdo em atividades relacionadas somente à UEL. “Então as matérias eram sobre o que a UEL produz e atividades desenvolvidas por outros órgãos da cidade, mas que tinham vínculo com a UEL”, conta.

Quando Costa assumiu a diretoria, em 2018, o foco mudou e o conteúdo foi direcionado à parte da “extensão” da UEL, ou seja, aos serviços que a Universidade oferece à sociedade. “A UEL tem muitos projetos de extensão, que são úteis à comunidade, e que surtem efeitos positivos aos londrinenses”, explica Costa. Segundo o diretor, o público-alvo inicial da TV era a comunidade interna da própria universidade, mas agora, o intuito é que a comunidade externa também acompanhe a retransmissora. Vale frisar que isso não quer dizer que o ensino e a pesquisa foram deixados de lado - eles também são divulgados através de matérias e notas jornalísticas televisivas. 

Atual estúdio da TV

Outro ponto importante do trabalho da TV, segundo Costa, é que o órgão universitário também recebe estagiários de jornalismo e relações públicos anualmente. “Muitos estudantes saem da TV e levam a experiência e o aprendizado para importantes veículos de comunicação depois de formados”, comemora.

A história

Agora que sabemos um pouco sobre os conteúdos e objetivos da TV UEL, que tal conhecer a história?

Apesar de ter sua fundação oficial em dezembro de 2009, as atividades começaram no início daquele ano. No entanto, o início dessa trajetória data de 1986, quando a professora Maria Rosa Abelin (que foi a primeira diretora da TV, em 2009), do departamento de comunicação, manifestou o interesse em montar a TV UEL, a Rádio UEL e a Assessoria de Relações Universitárias (ARU), que hoje é a Coordenadoria de Comunicação (COM). Até deixar todos os trâmites políticos e de concessão redondos, passou alguns anos, mas esse desejo finalmente foi concretizado há uma década. “A UEL não tinha uma demanda específica para a TV, era mais um desejo que ela tivesse um canal educativo e cultural que já era realidade em muitas universidades”, esclarece Costa. “Era um sonho da própria Universidade ter uma TV para divulgar as atividades de ensino, pesquisa e extensão que desenvolve”, discorre.

Inauguração oficial da TV UEL, dezembro de 2009

Como todo início, a TV não tinha muitos recursos como equipamentos e sede. As atividades eram então desenvolvidas em parceria com o departamento de comunicação da UEL, no laboratório de telejornalismo do curso, e em parceria com uma produtora que venceu uma licitação à época para fornecer câmeras e ilha de edição. Finalmente, em 2013, foi possível comprar os equipamentos necessários. Naquele ano, a TV UEL também ganhou uma sala no Centro de Estudos Sociais Aplicados (CESA) da instituição.

Em 2013, quem estava na direção da TV era a professora Neusa Maria Amaral. Foi na gestão dela, no fim de 2017, que a TV UEL conquistou uma sala própria, já que a do CESA era emprestada. A sede definitiva que permanece até hoje continua no campus, dessa vez ao lado da editora e da gráfica da Universidade.

Inauguração da sede própria da TV UEL em dezembro de 2017. Na fotografia estão, da esquerda para a direita, Zilda Andrade, à ocasião diretora do CECA; José Carlos Mardegan, ex-secretário executivo da TV; Nádina Aparecida Moreno, ex-reitora; Neusa Maria Amaral, diretora da TV à ocasião; Berenice Quinzani Jordão, reitora à época; e Ludoviko Carnasciali, vice -reitor à ocasião.

Comemorações

As festividades começam nesta terça-feira (19) e vão até a quinta-feira (21) no Restaurante Universitário (RU), no campus. Entre esses dias, será realizada a exposição fotográfica "TV UEL Apresenta seus 10 anos", mostrando os momentos mais marcantes do órgão. A programação também conta com a Feirinha da Cidadania, que traz a diversidade e a valorização dos produtos e empreendedores locais.

Na quarta (20), a TV UEL e Observatório da Região e da Guerra do Contestado lançam na UEL o documentário "Contestado: Memória e Esperança". O lançamento será às 19h30 na Sala de Eventos do Centro de Educação, Comunicação e Artes (CECA), também no campus.

Para fechar a agenda, a solenidade aos 10 anos da TV UEL é realizada no dia 21, com espaços interativos, apresentação da nova identidade visual e presença da Capela Sonora que realizará uma edição especial para o evento.

Todos estão convidados a participar e a conhecer melhor o trabalho da TV UEL. Para mais informações sobre os eventos de aniversário e os horários de cada um, clique aqui.

Para acompanhar o trabalho diário da TV, acesse: http://www.uel.br/tv/site, Facebook e Instagram.