Londrinando, mostrando o que Londrina tem de melhor!

Um pedaço da Bahia no Cinco Conjuntos: conheça o Cantinho da Bahia

12.03.2020 16:50 / POR Mariana Paschoal

Um pedaço da Bahia no Cinco Conjuntos: conheça o Cantinho da Bahia

A única casa amarela da Rua Azulão, no Cinco Conjuntos, já entrega que ali tem muita alegria e muito tempero. É lá que fica a cozinha da baiana Cristiane Santos Oliveira. Cristiane, que chegou a morar em oca e a tomar banho no rio quando morava no interior da Bahia, hoje é recebida com aplausos e elogios por causa da sua culinária. Em Londrina, ela chegou há apenas seis meses, mas já faz sucesso com um prato típico das terras nordestinas: o acarajé. Mas não é qualquer acarajé que ela serve, não! O motivo pelo qual ela é aplaudida e até reconhecida nas ruas de Londrina é porque ela faz e vende, na feira do Cincão, o VERDADEIRO acarajé.

E sabe como a Cristiane garante que o acarajé dela é realmente o verdadeiro acarajé baiano? É porque o prato é sagrado dentro do candomblé e a receita não pode ser modificada, ou seja, a receita que ela tem em mãos é ancestral. Além disso, na Bahia, existe a tradição de que poucas pessoas detêm a receita verdadeira e, quem a tem, deve passá-la para os filhos mais novos. A baiana nos explicou que os filhos mais velhos e outras pessoas sequer podem entrar nas cozinhas enquanto o prato é preparado. “Eu herdei a receita da minha bisavó e vou passar para meu filho mais novo. É uma responsabilidade nossa”, conta a cozinheira, que aprendeu com sete anos o que era o prato, como era feita a massa, “enfim… todo o lelê do acarajé”, brinca. Aos 12, ela fritou seu primeiro bolinho. “Quando isso aconteceu, eu me senti maravilhosa”, relembra.

Por ser da terra do acarajé, Cristiane decidiu descer mais ao sul do país para tentar uma vida nova, e a recepção que teve por aqui foi surpreendente. “Na verdade, eu cheguei aqui só para ser uma dona de casa, apesar dos 25 anos de acarajé. Mas quando eu cheguei aqui, me deparei com todo esse povo que nunca tinha experimentado o prato. Aí fui para a feira, fui aplaudida pelo povo daqui e é ele que me incentiva”, afirma a baiana, que também serve outros pratos típicos da Bahia, como o bobó de camarão, a moqueca, o baião de dois, o cuscuz e caldos.

Para sentir todo o tempero e o calor baiano pelos pratos da Cristiane, é só ir à feira livre do Cincão que acontece todos os domingos, das 8h às 13h30, na Avenida Saul Elkind, principal via do Cinco Conjuntos. Para encontrar a barraca da Cristiane, é só seguir o cheiro do dendê! “Quando o povo sente o cheiro, já fala: a baiana está aqui perto”, finaliza.