Londrinando, mostrando o que Londrina tem de melhor!

Volta ao mundo em Londrina 2: a delicadeza francesa e a fartura brasileira se unem na Creperie Bastille

26.11.2019 15:22 / POR Mariana Paschoal

Volta ao mundo em Londrina 2: a delicadeza francesa e a fartura brasileira se unem na Creperie Bastille
Conteúdo patrocinado

 

Antes de começar a ler este texto, coloque uma musiquinha francesa, feche os olhos e imagine-se em uma creperia bem charmosa aos pés da Torre Eiffel. Entrou no clima? Ótimo! Porque o Volta ao Mundo em Londrina segunda edição desembarca hoje na França através das delícias da Creperie Bastille. (Clique aqui para conhecer os outros países)

A Creperie Bastille é uma verdadeira homenagem à capital francesa, Paris. A começar pelo nome, inspirado na Praça da Bastilha, ponto histórico e turístico da cidade onde funcionou aa Prisão da Bastilha até o ano de 1789, quando sua destruição deu início à Revolução Francesa. E segundo, é claro, pela comida que serve: o cardápio da creperia é composto exclusivamente pelos tradicionais crepes franceses. E um dos responsáveis por esse ponto gastronômico londrinense, Ricardo Galeazi, confirma: os crepes servidos por aqui são muito próximos daqueles servidos em restaurantes localizados aos pés da Torre Eiffel.

Crepe vegetariano brie com damasco (muçarela, queijo brie, damasco, rúcula e tomate cereja)

Quando se trata de gastronomia francesa, Galeazi tem propriedade. Ele morou dez anos no país europeu onde estudou a gastronomia de lá e onde conheceu sua esposa - brasileira e que já havia trabalhado com essa iguaria gastronômica. “Estudei artes plásticas, fiz duas exposições ainda na França e conheci um chefe de cozinha que comprou uma de minhas obras. Ele me convidou para conhecer o restaurante dele e, a partir daí, nasceu minha grande paixão pela culinária francesa”, relembra Galeazi. A paixão se uniu ao conhecimento do casal e pronto: a ideia da creperia já estava formada, era só colocar em prática.

Quando voltaram ao Brasil, o casal juntou a gastronomia, a experiência que tiveram na França e a oportunidade que existia no Brasil em 2016, que era o boom dos food trucks. A história da Bastille começou em uma Kombi, depois evoluiu para um veículo maior e com mais capacidade de armazenamento de produtos, até a conquista do ponto fixo em Londrina. Vale lembrar que o food truck da Creperie continua na ativa e já visitou quase todos os estados brasileiros.

O ponto fixo da Bastille fica na Doca 120, ponto gastronômico na Gleba Palhano

O crepe francês

Quando voltou ao Brasil, Galeazi queria oferecer um produto que os brasileiros já conheciam, que é o crepe, mas com o diferencial de se aproximar o máximo possível do que ele tanto viveu por dez anos, que é a experiência francesa. “Quem come um crepe de baixo da Torre Eiffel percebe que o crepe que servimos aqui é praticamente o mesmo”, conta.

O cozinheiro desenvolveu todas as receitas do cardápio e, para agradar ainda mais o público com as delícias, adaptou um pouco o crepe tradicional francês ao paladar brasileiro: “deixamos a massa mais crocante e também caprichamos mais no recheio porque o brasileiro gosta de um pouco mais de gulodice”, brinca. Portanto, se você já experimentou um crepe do centro de Paris, vai perceber que o crepe da Bastille é mais recheado e tem uma massa mais fina e crocante.

“A gente encontra muitos franceses nas viagens com o food truck e aqui mesmo em Londrina que falam que o nosso crepe está muito próximo da realidade de Paris. A única diferença é que o nosso recheio é padronizado para o paladar brasileiro”, afirma Galeazi.

Crepe vegetariano brie com damasco (muçarela, queijo brie, damasco, rúcula e tomate cereja) sendo montado

Além da quantidade de recheio em cada crepe, outra adaptação que a Bastille trouxe nos produtos franceses foram os sabores. “No começo não trabalhávamos com opções de carne vermelha porque na França esse sabor é mais comum nas galettes, que são pratos mais pesados”, esclarece. O frango e o pepperoni eram os ingredientes que dominavam o cardápio. Mas, ainda no food truck, a carne vermelha foi adicionada como uma das opções de sabores e a equipe da creperia percebeu que a venda aumentou. Não é à toa que, atualmente, os sabores que mais saem são os de filé mignon. Os de presunto parma (parma com brie e parma com tomate seco) também são queridinhos aqui e na França! As opções vegetarianas (brie com damasco, brócolis com muçarela, abobrinha ao chimichurri, nozes com brie e mel)  foram adicionadas posteriormente, de acordo com a demanda do público. "Utilizamos uma gama bem simples de composições para que as pessoas experimentem variados sabores", aponta.

À frente: crepe de abobrinha ao chimichurri e queijo brie com damasco

 

E como você percebeu na foto acima, é claro que as opções doces não poderiam ficar de fora. O preferido dos clientes é o Nutella com morangos, mas você pode optar por variações de sabores que levam doce de leite Havana, a própria Nutella e chocolate belga.

Crepe de morango com Nutella

Os crepes da Creperie Bastille têm entre 250g e 300g e custam entre R$ 18 e R$ 30. São aproximadamente 25 sabores diferentes - número que pode variar já que Galeazi está sempre inovando e trazendo novas combinações ao público londrinense.

Crepe de doce de leite Havana com paçoca e banana

“A ideia é trazer um pouco de Paris a Londrina”, comenta. Que tal se sentir um pouco em Paris em Londrina?

Vai lá:

Creperie Bastille
Endereço: R. Ernâni Lacerda de Athayde, 120
Delivery: iFood
Horário de funcionamento: segunda a quinta-feira, das 18h às 22h; sexta-feira, das 18h às 22h30; sábado, das 12h às 22h30; e domingo, das 12h às 22h
Facebook | Instagram

Obs: os preços e promoções são válidos para a data da publicação, podendo sofrer alterações sem aviso prévio das quais não nos responsabilizamos.