Londrinando - Mostrando o que Londrina e o Mundo têm de melhor.

Nasce uma estrela segue em cartaz em Londrina

05.11.2018 / POR Londrinando

Nasce uma estrela segue em cartaz em Londrina

Se você ainda não foi ver Nasce uma estrela no cinema, pare o que está fazendo e vá já!

Ainda em cartaz em Londrina, o filme é a estreia de Bradley Cooper como diretor e tem como protagonistas o próprio Bradley e a Lady Gaga.

Essa é a quarta regravação de Nasce uma estrela - a primeira foi em 1937, seguida pela versão de 1954 e chegando à de 1976, com a Barbra Streisand. A versão atual é uma releitura da trágica história de amor já vista nos filmes anteriores. Jackson Maine (Bradley Cooper) é um cantor famoso quando descobre a talentosa cantora e compositora, mas ainda desconhecida e prestes a desistir da carreira, Ally (Lady Gaga). Ele se encanta por ela e por sua voz e a convence de seguir com seu sonho, levando-a para uma vida de fama cheia de contradições e de problemas pessoais. 

Lady Gaga nos faz esquecer de que se trata dela por trás de Ally, o que acaba conquistando até quem nunca foi little monster! Ela, aliás, compôs junto com Bradley Cooper e outros artistas todas as músicas do filme, canções originais que inclusive não foram gravadas em estúdio, mas performadas ao vivo, o que nos aproxima enquanto espectadores e aumenta a verdade que o filme consegue passar - destaque para Shallow e I'll never love again, que já nascem como um clássico. Aliás, para gravar algumas das cenas musicais, os protagonistas se apresentaram em festivais de verdade, como o Glastonbury (Reino Unido) e o Coachella (EUA). Ao que tudo indica, Lady Gaga tem grandes chances de ser indicada ao Oscar de Melhor Atriz pelo papel.

Na onda de Nasce uma estrela...

Depois de assistir ao filme nos cinemas e viciar na trilha sonora (vai acontecer, prepare-se), quem ainda não viu, pode aproveitar a empolgação e já tirar da lista o documentário Lady Gaga: Five foot two na Netflix. Lá no comecinho, Gaga já conta que foi chamada por Bradley para ser a estrela de A star is born e não deixa de ser interessante ver o quanto ficção e realidade se cruzam em muitos questionamentos, como no que diz respeito à pressão por seguir algum padrão e ao preço da fama. 


(Divulgação)