Cultura

Caburé Canela lança sua turnê “Cabra cega” em show gratuito em Londrina

por Londrinando 23/11/18

Foto: Caruh Spisla (Divulgação)

Banda londrinense inicia série de apresentações neste domingo e convida outras bandas locais para show na Concha Acústica

 

Uma das bandas mais ativas música londrinense dos últimos anos, a Caburé Canela lançou em 2018 o seu primeiro álbum, Cabra Cega, com sete faixas autorais e produzidas de forma totalmente independente. Na cena desde 2013, agora o grupo se prepara para realizar sua primeira turnê, que conta com o patrocínio da Prefeitura de Londrina via PROMIC – Programa Municipal de Incentivo à Cultura, divulgando as músicas do disco de estreia, além de outras composições da banda.

A turnê será lançada em Londrina neste domingo (25), com um show gratuito na Concha Acústica, marcado para as 18h. No mesmo dia ainda sobem ao palco as bandas Maracajá e Abacate Contemporâneo, também expoentes da música autoral londrinense mais recente: “A nossa ideia de chamar mais gente para assumir o palco é aproveitar o recurso e a cena com a gente. Esse lançamento da turnê veio a calhar nesse sentido de conseguir, com bandas locais e engajadas, ocupar esses espaços e criar parcerias, sem isso de rivalidades entre as bandas. Então a gente quer tentar criar elos ao máximo. Por isso, convidamos essas duas outras bandas para participar”, conta Carol Sanches, vocalista da Caburé Canela.

Carol confessa que o Caburé Canela sempre teve muita dificuldade de permanecer com o mesmo repertório em seus shows, já que são 24 músicas e quatro compositores dentro da banda. Para a apresentação do dia 25 e de toda a turnê, o público pode esperar um repertório mais fechado, sem deixar de privilegiar a performance e a fluidez: “A nossa ideia é permanecer com um repertório só nesses próximos shows, para que a gente consiga criar mais dinâmica e fique cada vez mais afinado nessas 14 músicas escolhidas. Existem algumas músicas à capela e há poucas pausas entre uma música e outra, então a gente quer fortalecer essa pegada enquanto uma apresentação mais cênica e fluida”.

Na outra semana, já no início de dezembro, a Caburé Canela começa a viagem: a primeira parada é em Assis (01), seguindo para Presidente Prudente (02) e São Paulo (08 e 09). O grupo então se apresenta novamente em Londrina, no Canto do MARL (15). Essa primeira fase da turnê é toda de shows gratuitos, em espaços que atuam na perspectiva da descentralização cultural ou que realizam um trabalho de intervenção direta em comunidades economicamente desfavorecidas.

Depois de se apresentar no Canto do MARL, a Caburé pega novamente a estrada rumo a Florianópolis (29) e São Francisco do Sul (30). A turnê continua no ano que vem, em janeiro, pelas cidades de Porto Alegre (10), Pelotas (11), Caxias do Sul (12). O grupo ainda se apresentará em Criciúma, Curitiba, Joinville e Blumenau, com datas a serem definidas. “Esse é nosso primeiro projeto aprovado pelo PROMIC e é o primeiro ano em que existe a possibilidade de circulação para além da cidade. Então é muito importante pra gente conseguir isso. A expectativa é muito grande pelo próprio show e pela ideia de difundir o disco”, ressalta Carol.

Toda a turnê será registrada pelas produtoras audiovisuais Caruh Spisla e Natalia Castro, que acompanharão a banda nas viagens. O material dará origem a um pequeno documentário, que será exibido e disponibilizado ao público em março de 2019. Esses registros, além de mostrar as partes dos shows e do caminho, também contarão com entrevistas, inclusive tendo a participação do público.

 

 

Sobre a Caburé Canela

Macumba-erudita, reggae-jazz, punk-baião. Todos esses nomes já foram inventados para tentar definir o som da Caburé Canela. O fato é que a banda propõe uma sonoridade autoral, que incorpora e subverte diferentes gêneros. Uma mistura que atravessa ritmos como rock, jazz, afro-beat, samba, baião e samba de angola. A Caburé Canela se serve de influências da cultura brasileira para colocá-las em contato com informações distintas, trazidas da música popular mundial e até mesmo da tradição erudita.

Formada há cinco anos, em 2018 a Caburé Canela lançou o seu primeiro álbum, intitulado Cabra Cega. As sete canções que compõem o disco revelam, além da sonoridade mestiça, um minucioso trabalho de criação poética. As músicas apresentam letras bem cuidadas, todas compostas por membros do grupo e que passeiam por temas contemporâneos, explorando principalmente assuntos relacionados à subjetividade. O disco é uma espécie de ópera-rock conduzida por um personagem conceitual: um andarilho que, ao longo das músicas, experimenta diferentes paisagens de si mesmo. Cabra Cega pode ser escutado nas plataformas de streaming, inclusive no YouTube.

 Caburé Canela é formada por Carolina Sanches (voz), Lucas Oliveira (voz e guitarra), Maria Carolina Thomé (percussão), Mariana Franco (contrabaixo), Paulo Moraes (bateria) e Pedro José (voz e guitarra).  

 

Vai lá:
Show da banda Caburé Canela - Lançamento da turnê Cabra Cega, com as bandas Maracajá e Abacate Contemporâneo

Quando: 25/11, às 18h

Onde: Concha Acústica – Rua Piauí, 130

Entrada livre

(Com informações da Assessoria de imprensa)

Publicidade

Publicidade

Como anunciar?

Mostre sua marca ou seu negócio para Londrina e região! Saiba mais