Londrinando - Mostrando o que Londrina e o Mundo têm de melhor.

Compositoras e intérpretes londrinenses para você ficar de olho

06.11.2018 / POR Londrinando

Compositoras e intérpretes londrinenses para você ficar de olho

No clima do Festival Sonora, listamos algumas mulheres que estão fazendo música em Londrina pra você ouvir e seguir

No final de semana, aconteceu por aqui a segunda edição do Festival Sonora, que dá destaque às mulheres que fazem música, tanto como intérpretes quanto compositoras. Escrevemos sobre e agora, ainda no clima do evento, resolvemos listar pra vocês cinco mulheres (ou grupos) que estão fazendo música aqui em Londrina.

Veja, ouça e siga:

Amanda More

A Amanda More, que se apresentou no Sonora, é cantora e compositora e transita principalmente por RNB e RAP. Com uma voz potente e letras empoderadoras e questionadoras, em Sextei ela já dá seu recado: quem disse que mulher cantando RAP não pode falar em rebolar? “Faço o que eu quiser”.

Cascata Duo

Assim como o nome já deixa claro, o Cascata Duo tem duas mulheres em sua formação: Sofia Pellegrini e Erica Matsuda. Teclado, guitarra e saxofone dão o tom da música autoral que as duas fazem, daquelas levinhas, que fazem a gente ter vontade de dançar no meio da sala de casa. O Cascata Duo fez a sua apresentação inaugural na primeira edição do Sonora, que aconteceu aqui em Londrina, na Casa Madá, em 2017. Este ano, elas participaram novamente.

Fernanda Branco Polse

Fernanda Branco Polse é uma das organizadoras do Festival Sonora por aqui e lançou em 2016 o álbum Bicho Branco Polse. Com letras afiadas, cheias de fortes imagens poéticas e pegada trip hop, Fernanda está certa quando diz: “os temas são do mundo. eu sou só uma tesoura”.

 

Lisa Haidê

A Lisa Haidê não se apresentou no Sonora, mas não podíamos deixar de incluí-la na lista. Além de trabalhar no Londrinando, ela faz vários covers e também tem música própria, como a Grão Vizir, que está no Youtube:

 

Mc Incógnitha

A Mc Incógnitha também se apresentou no Sonora e tem seu Ep completo, Relatos de uma incógnita urbana, disponível no Youtube. Definindo-se como poetisa lírica, na música que dá nome ao Ep, ela canta: “Me permito me permitir, ver pr'onde a vida me leva quando perco os motivos raros de sorrir. Sozinha estou aqui, me nego a desistir independentemente do caminho eu faço nascer flores pro tempo fluir”.

Conhece alguma compositora e/ou cantora londrinense e gostaria de vê-la aqui no site do Londrinando? Manda email pra gente! redação@londrinando.com