Londrinando, mostrando o que Londrina tem de melhor!

Espetáculo de tambores japoneses marca dez anos de grupo que celebra a cultura asiática

13.03.2020 14:35 / POR Mariana Paschoal

Espetáculo de tambores japoneses marca dez anos de grupo que celebra a cultura asiática

A imigração japonesa no Brasil teve início em 1908, com a chegada do navio Kasato Maru no porto de Santos. A vinda dos japoneses para cá foi incentivada por dois motivos: por causa do aumento desenfreado da população do Japão e pela necessidade de mão de obra nas fazendas de café do Brasil. Como a cultura do café era mais forte no estado de São Paulo e no norte do Paraná, foram essas duas regiões que receberam o maior número de imigrantes. Além da força de trabalho, é claro que os japoneses também trouxeram com eles a rica cultura do país asiático, que é mantida e cultivada até hoje pelos descendentes. O Ryukyu Koku Matsuri Daiko é uma de suas manifestações.

Sobre o Ryukyu Koku Matsuri Daiko

Ryukyu Koku Matsuri Daiko literalmente significa “Tambores Festivos do Reino de Ryukyu” e foi fundado em Okinawa, província ao sul do Japão, em 1982. O grupo foi formado pela união de jovens okinawanos em torno do ideal de preservar e difundir a cultura e as tradições locais por meio de manifestações artísticas usando o Eisa como referência em suas coreografias. O Eisa エイサー (pronuncia-se Eissá) é um movimento cultural típico da província de Okinawa que, originalmente, foi criado para as festividades do feriado de finados. Diferente do taikô (tambor japonês) da ilha principal do Japão, utilizado em composições musicais, no Eisa o taikô é utilizado para performances coreografadas, trazendo alegria ao público e, de acordo com as crenças de Okinawa, afastando os maus espíritos. 

O trabalho desenvolvido pelo grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko mescla músicas tradicionais e ritmos contemporâneos. Atualmente, a matriz do grupo em Okinawa é reconhecida pelo governo devido ao trabalho de cunho social que desenvolve com seus jovens. Além do Japão e Brasil, o grupo possui filiais em diversos outros países como Argentina, Peru, Bolívia, México e Estados Unidos.

A filial brasileira, fundada pelo sensei Naohide Urasaki, em 1998, também exerce o papel de sua matriz. Atualmente, o Brasil conta com mais de 600 membros, distribuídos em 10 filiais: Vila Carrão, Liberdade, Casa Verde, Ipiranga, Guarulhos e Campinas, no estado de São Paulo; e quatro filiais em outros estados: Campo Grande (MS), Brasília (DF), Curitiba (PR) e Londrina (PR).

Como ver de perto a manifestação cultural do Ryukyu Koku Matsuri Daiko em Londrina

Está marcada para o dia 11 de abril, no Anfiteatro do Zerão, o espetáculo de tambores okinawanos que a cidade de Londrina sediará em comemoração aos dez anos da filial londrina do Ryukyu Koku Matsuri Daiko. O nome do show, Nuchi Yui, vem do Uchinaguchi (dialeto de Okinawa) e significa "laços da vida", representando os laços de amizades que são formados dentro do grupo e a comunicação que temos com os nossos antepassados aos bater nos tambores.

O espetáculo irá ilustrar através da dança e das fortes batidas dos tambores toda a beleza, energia, amizades, sentimentos e integração promovidos pela cultura okinawana em nosso grupo nesses dez anos de história. A programação também conta com apresentações inéditas em conjunto com outros grupos artísticos de cultura japonesa da cidade.

Vai lá:

Nuchi Yui - Unidos pelo coração
Quando: 11 de abril, das 18h às 20h
Onde: Anfiteatro do Zerão
Quanto: gratuito (levar alimentos não perecíveis para contribuir com instituições de Londrina)

Obs: os preços e promoções são válidos para a data da publicação, podendo sofrer alterações sem aviso prévio das quais não nos responsabilizamos.